dezembro, 2017

07dez(dez 7)09:30(dez 7)09:30Risco Cibernético - Como gerenciar, mitigar e transferir o risco09:30 - 12:00 Auditório do CRA-RJ, Rua Professor Gabizo, 197 - TijucaTipo de evento:Palestras,Palestras 2017

Palestrante(s)

Adm. Guilherme Neves – Graduado em Redes de Computadores pelo Centro Universitário da Cidade (2011) , Pós Graduado (Master Security Information-2012) , Mestre em Sistemas de Informação (M.Sc) UNIRIO. Professor visitante do MBA de Segurança da Informação na Universidade Petrobras, da Pós Graduação em Projeto de Redes na UNICARIOCA, da Pós Graduação em Engenharia de Redes da UNIABEU, Graduação em Redes de Computadores da Faculdade Senac. Palestrante de segurança da Informação na Marinha do Brasil e da Sociedade Internacional de Engenharia Farmacêutica . Autor do Livro segurança em redes . Membro do comitê Risk Mapp da Sociedade Internacional de Engenharia Farmacêutica, Diretor de Ciber Segurança da ISA (Sociedade Internacional de automação ), membro do IEEE (Institute of Eletrical and Eletronic Engenniers). Especialista em Investigação Digital Forense , Teste de invasão de redes . Formação em Data Science na T/UE (Eindehoven – Holanda) ,extensão em Information security in 10 domains ( Kennesaw State University, Georgia , EUA), Membro do Comitê Latino Americano de Segurança da Informação da ISA, Perito Judicial.


Claudio Macedo Pinto – Formado em administração de empresas, pós-graduado em comércio exterior e possui MBA de Gestão Empresarial. Participou de diversos cursos na área de seguros, resseguros e também na área de gerenciamento de Risco. Atua no mercado de seguros desde de 1987, com passagens em grandes seguradores e corretoras, inclusive no exterior, exercendo função do alto escalão. E atualmente é o fundador da Clamapi, primeira corretora de seguros do país focada em riscos cibernéticos.


Marcelo D’Alessandro – Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Anhembi-Morumbi/SP, Pós Graduado em Administração ênfase Bancos e Finanças pela FECAP/SP, MBA em Direção Estratégica com ênfase em Seguros pela UNICEMP – PR e Mestre na área de Energia pela Universidade Federal do Paraná / Lactec.
Experiência Profissional
Sólida experiência nas áreas de gestão de riscos e de seguros, desenvolvida e adquirida em empresas nacionais e multinacionais como Rio 2016, Estaleiro Atlântico Sul, Sadia, Kraft Foods, Brasil Telecom (Oi), Asea Bronw Boveri (ABB), Kolynos do Brasil (Colgate Palmolive).
Experiência Internacional.
Vivência internacional para desenvolvimento de gerenciamento de risco de projetos e programas corporativos de seguros, regulação e liquidação de sinistros, participação como palestrante em workshops, fóruns de discussões e seminários.


Sérgio Luiz Hoeflich é Administrador com Habilitação em Comércio Exterior pela FIAA colaborou no planejamento e na gestão de logística, riscos e seguros em empresas (Penske, Tecninvest e OCASA). Doutorando no GAESI USP, desenvolve o planejamento de sistemas aplicados à Supply Chain Risk Management –(SCRM). Mestre em Engenharia Oceânica pela Coppe/UFRJ e MBA em Logística Empresarial pela FGV, com extensão na Manchester Business School (UK).  Pesquisador, palestrante, articulista, consultor e professor em organizações e instituições de ensino (Funenseg/ESNS, FGV In Company,  Management e Cademp, UFRJ, SESCON/SP, FEMAR, ECEME, IBECORP). É o Coordenador do MBA em Gestão de Riscos e Seguros na ESNS Funenseg e da Rede de Profissionais em Gestão de Riscos (GRISCO®), do GT de Supply Chain da CEE da Norma ISO 31.000 (Gestão de Riscos). É membro da Cátedra de Gerência de Risco, Riscos Financeiros e Educação para o Seguro da Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) e possui Certificação AIRM.

Breve descrição do tema

O Mundo sofre com os ataques cibernéticos cada vez mais frequentes , impondo a necessidade das empresas term que gerenciar estes riscos, sob pena de irem a falência.
Mesmo com todos os recursos tecnológicos e proteção o risco nunca é eliminado , portanto são necessária ações mais efetivas de tratamento destes riscos, além de mitigar, comunicar é preciso transferir o risco. O Seguro de risco cibernético tem se mostrado bem atrativo e necessário. Os prejuízos causados por sinistros nos dados pode ser muito maior que a capacidade de pagamento das empresas, e ainda temos que pensar na correção do problema e nas implicações legais envolvendo a imagem da empresa e a responsabilidade cívil e criminal do administrador .
Por estes motivos entender como fazer uma boa análise, gestão e transferência de riscos é fundamental para a sobrevivência das empresas.

Formulário(s)

[gravityform id=”229″ title=”false” description=”false” ajax=”true”]

Horário

(Quinta-feira) 09:30 - 12:00

Localização

Auditório do CRA-RJ

Rua Professor Gabizo, 197 - Tijuca