Insígnias da Profissão | CRA-RJ – Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro
Live Chat Software

Voltar para página anterior

Insígnias da Profissão

Instituição do Dia do Administrador

A 9 de setembro é comemorado o Dia do Administrador, pois foi neste dia, em 1965, que a Lei 4.769 institucionalizou a profissão, sancionada pelo Presidente da República Humberto de Alencar Castello Branco. A Lei foi publicada no Diário Oficial da União em 13/09/65.Anualmente, acontecem, em todo o Brasil solenidades alusivas ao DIA DO ADMINISTRADOR. Os CRAs realizam eventos, debates e diversas premiações.

O Símbolo da Profissão em 2D

O Símbolo escolhido para identificar a profissão do Administrador tem a seguinte explicação, justificada pelos seus autores, Marcos Jair Bento, Heloisa Hennemann e Cacilda da Silva Machado:

“O quadro como ponto de partida: uma forma básica, pura, onde o processo de tensão de linhas é recíproco. Sendo assim, os limites verticais/horizontais entram em processo recíproco de tensão.

Uma justificativa para a profissão, que possui também certos limites em seus objetivos: organizar, dispor para funcionar, reunir, centralizar, orientar, direcionar, coordenar, arbitrar, relatar, planejar, dirigir, encaminhar os diferentes aspectos de uma questão para o objetivo comum.

O quadrado é regularidade, possui sentido estático, quando apoiado em seu lado, e sentido dinâmico, quando apoiado em seu vértice (a posição escolhida).

As flechas indicam um caminho, uma meta, a partir de uma premissa, de um princípio de ação (o centro).

As flechas centrais se dirigem para um objetivo comum, baseado na regularidade, as laterais, as metas a serem atingidas”.

A Pedra do Administrador

A safira azul escura do anel do Administrador, denominada safira oriental, é um mineral que pertence à classe dos óxidos, grupo corindou. É denominada corindo ou coríndon nobre por sua transparência e coloração pura. Neste grupo encontramos também o rubi oriental. Estas pedras são encontradas no Sião, na Birmônia, em Madagascar e no Brasil. Com fundamento no símbolo, o anel do Administrador deverá ter em um de seus lados o símbolo da profissão do Administrador.

O Anel do Administrador

anel_feminino

O Anel do Administrador tem como pedra a safira de cor azul-escura, pois é cor que identifica as atividades criadoras, por meio d as quais os homens demonstram sua capacidade de construir para o aumento de suas riquezas, tendo em vista suas preocupações não serem especulativas.

Em um dos lados da pedra safira deverá ser aplicado o Símbolo da Profissão do Administrador.

O Juramento do Administrador

Prometo dignificar minha profissão, consciente de minhas responsabilidades legais; observar o Código de Ética, objetivando o aperfeiçoamento da Ciência da Administração, o desenvolvimento das instituições e a grandeza do homem e da pátria. (Aprovado pela Resolução Normativa CFA número 201/98)

O Patrono dos Administradores

Belmiro Siqueira

A 11 de maio de 1990, o Plenário da 12ª Reunião do Conselho Federal de Administração aprovou o nome de Belmiro Siqueira como o Patrono dos Administradores.

A intenção maior foi homenagear, in memorian, o cidadão, o professor, o profissional que tanto fez pelo desenvolvimento da Administração, valorizando e dignificando toda uma categoria.

Dono de um currículo invejável, o professor Belmiro, como era conhecido, soube fazer uso de sua vocação: foi um dos introdutores do curso de Administração no país; atuou, por muitos anos, como diretor-geral do DASP; coordenou a reforma administrativa do Ministério da Administração; publicou diversos trabalhos técnicos; lecionou em 25 universidades brasileiras; presidiu o CFA.

Mas outras homenagens também foram feitas. Em 1988, foi instituído o Prêmio Belmiro Siqueira de Administração, destinado a estudantes de Administração e aos Administradores que se destacaram profissionalmente, a nível nacional.

O Prêmio contempla quatro modalidades distintas de participação (Livre, Monografia, Livro e Artigo), além de premiar os três primeiros colocados.

Oração do Administrador

Senhor, diante das organizações devo ter CONSCIÊNCIA de minhas responsabilidades como ADMINISTRADOR.

Reconheço minhas limitações, mas humildemente, junto com meus companheiros de trabalho busco o consenso para alcançar a SOLUÇÃO e tornar o trabalho menos penoso e mais produtivo:

Senhor, despido de egoísmo quero crescer, fazendo crescer, também, os que me cercam e que são a razão de minha escolha profissional;

Senhor, ADMINISTRE o meu coração para que ele siga o caminho do bem, pois, a mim caberá realizar obras sadias para tornar as organizações cada vez melhores e mais humanas.